Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011
"E QUANDO ME SINTO ASSIM, PEQUENO DEMAIS. COM DORES VIVAS DENTRO DE MIM.
SEM SABER O RUMO CERTO POR ONDE CORRER, ESCRAVO NATO DAS COISAS AO REDOR MEU.
E QUANDO ME VEJO ASSIM, OLHANDO AO MEU REDOR E NÃO TENDO COMO SOCORRER-ME DE MIM.
E QUANDO ME VEJO ASSIM, SÓ MAIS UM RELES SER ENTRE OS DEMAIS."




ÁS VEZES O SENTIDO FOGE DAQUI E NADA POSSO VER...OU SEI LÁ, TALVEZ EU NÃO QUEIRA VER REALIDADES EM BAIXO DE MEU NARIZ.



E QUANDO SINTO-ME ASSIM, PENSO MESMO QUE DEVERIA EU NÃO SENTIR-ME ASSIM.






E QUANDO ME OLHO ASSIM NESSE LÚGUBRE ESPELHO SUJO DESSE BANHEIRO IMUNDO, ONDE REFLEXOS SÃO PARAS OS FORTES, ME VEJO OBRIGADO A NÃO DESISTIR JAMAIS.




PERGUNTO-ME ONDE ESTARIA EU NO ACTUAL MOMENTO PRESENTE, POIS POR AQUI DEVO REALMENTE NÃO ESTAR.



"APENAS DEVEMOS SEGUIR EM FRENTE NÃO IMPORTA O QUANTO A VIDA FORA INJUSTA...LEVANTAR A CABEÇA É NECESSÁRIO, MESMO DEPOIS DE TER TENTADO SE LEVANTAR E UM ENGRAÇADINHO PASSOU O PÉ EM SUA FRENTE.
POIS SÓ OS COVARDES SÃO CAPAZES DE ESQUECER DE SI PRÓPRIO E SE PREOCUPAR COM A VIDA E A FELICIDADE DOS OUTROS...MAS, A CAPACIDADE DO FORTE DE SE REERGUER É MAIOR."